CD INTEGRIDADE - CLAUDIO NUCCI & FELIPE CERQUIZE

COMPRE O MINAS REAL NA ONERPM (LINK ABAIXO)

28/08/2010

ÍNTEGRA DO RESULTADO DO CONCURSO 'MÍNIMOS CONTOS'

MÍNIMOS CONTOS
.
A vencedora foi:
.
- Silvia Angerami (@sangerami)
Corredores escuros cheios de pó e de medo. Você sozinha. Ouve passos, mas não tem para onde fugir.fechadura se move len-ta-men-te
.
Os outros contos que também farão parte do e-book :
.
- Katia Porto (@katitaporto)
Um lutador avesso a livros queria ir pro céu, fazia só o bem. Ao chegar, leu: "Bata antes de entrar". Surrou São Pedro. Foi pro inferno.
.
- Antonio Cesar Martins Figueiredo (@padeirosan)
Acordo sem ar
Lugar escuro
Apalpo o chão, caixa de fósforos!
Risco um, mais um, não acendeu.
Consegui!
Vejo um longo corredor
Um sopro!
Escuro.
.
- João Paulo de Miranda Parisio (@JPParisio)
Bala Perdida Na confusão do bamburim, uma das balas espirrou para perto da menina de laço.
Se agachou para apanhá-la, e tombou numa poça de sangue.
.
- Lucas de Paula Santos (@LucasTuks)
Os meses passaram como folhas amareladas de um livro velho trazendo ares de um outono gélido e sombrio. Sobre as folhas, um vulto caminhava.
.
- Yassu Noguchi (@noguc)
Saio do terminal, caminho até a clínica. Penso: "A expectativa de vida atual é de 140 caracteres... Conto?". "Quanto tempo, doutor?"
.
- Claudia Rabelo Lopes (@rlopesclaudia)
Aos 30 anos e dois dias ela lembrou que, em outra encarnação, tinha sido morta naquela casa, naquele mesmo lugar. Naquele mesmo instante.
.
- Chiara di Axox (@KIDIAXOX)
O ESTRANHO FIM DE EZEQUIEL, O MATADOR
A ponte é longa; menor do que pensamentos. Atravessa e não chega. Do outro lado, apenas o som dos pássaros, o sol derretido no crepúsculo.
.
- Eder Antônio de Souza Arantes (@Ederasa)
Perseguição
Corria o quanto podia. Eles viam céleres, eram muitos. Mal conseguia olhar pra trás: eles se aproximavam. Só mais um pouco e... É gooolll!
.
- Fabíola Leoni de Menezes Fernandes (@fabiolaleoni)
Nada parava no estômago. Quarta caixa de remédio na semana. A suspeita de câncer, possibilidade hereditária, gritava. Nova vida no ventre.
.
- Christian do Rosário Limeira (@Chrislimeira)
Fuga
Tropeçou; Arrastou-se; Escondeu-se. Passos lentos aproximavam-se. Encolhida, viu horrorizada seu passado diante de si. Enlouqueceu.
.
- Haendel Motta (@plutarcokumano)
Sobre a marca tingida branca, oitenta mil pares de olhos, a bola parada e trêmula, a cinco segundos do derradeiro - será eu ou o goleiro.
.
- Thiago Silva Augusto da Fonseca (@thiagof)
Madrugada. O telefone toca. Me encontraram?E se for engano? Trim. E se forem eles? A dúvida me mata. Trim. Medo. Trim. - Alô. - Oi. - Mãe?
.
- Cristiana Glaudma Gomes da Rocha (@CrisGlaudma)
Noite, em um trem, troca de olhares. Ele me segue e no vagão dormitório me toma. No fim da viagem, dois corpos gelados e inertes. Silêncio.
.
- Felipe Cerquize (@cerquize )
Pulsos cortados. O sangue gotejava no chão e ele insistia em pedir sua mão
.
- Denise Constantino da Fonseca (@deconstantin)
Ruídos irritantes. Onde? Procurei. O que será? Taco de beisebol na mão. O feio e sujo encurralado: o rato se encolheu. Seus olhos... e o golpe certeiro!
.
- Francisco Pascoal Pinto (@cheekko)
O perito foi conciso em seu parecer: morto, o dono da clinica de abortos foi encontrado em posição fetal.
.
- Augusto Frederico Simões de Belmont Pessoa (@Augusto_Pessoa)
A avó olha serena para o neto sem entender. O rapaz aplica a injeção com calma enquanto diz: - Preciso do dinheiro! O veneno não vai doer!
.
- Carlos Alberto Antonholi (@cantonholi)
Entre o monte de roupas que havia para passar encontrou o dedo do marido com a aliança que trazia a gravação do nome de uma outra mulher.
.
- Felipe Moratori Pires (@morattori)
Caminhou pelo quarteirão de sua casa velha como um vagabundo reeducado. Um passo ou dois... intimidou um anônimo que afrouxava o colarinho.
.
- Lucia Helena Ramos de Souza (@Lucinha_Ramos)
Não acreditava em fantasmas, nem em alma penada, mas naquela noite, já começava a incomodar aquelas inexplicaveis mãos frias nos seus pés.
.
- Geraldo Trombin (@geraldotrombin)
Fundo Musical
Pisou fundo no acelerador, bateu de frente com o infortúnio. Marcha fúnebre!
.
- Sílvia Alves (@bruxinhadepapel)
O miúdo come sopa. Range a porta da cozinha. Ele abre a boca, coloca um pouco de sal e engole. Argh! Pus salde mais no miúdo! Disse o lobo.
.
- Celso Sisto (@celsosisto)
A campainha insiste. Ele ri alto,para abafar o som. Alguém ouviu? O tiro saiu surdo! Agora, apagar marcas. A mãe proibia caçar passarinhos.
.
- Filipe Eloy das Virgens (@filipeeloy)
1984, Lapa. Numa rua fedida ele vaga, suas mãos ensanguentadas, e a pergunta: teria livrado a cidade da safadeza ou era naturalmente cruel?
.
- Ezequiel Theodoro da Silva (@Ezequiel48)
A foice na face da lua o inspirou. E com uma foice enfiou-se no escuro do lugar. Escolheu uma vítima. Quis degolar, mas agora viu São Jorge na lua. Arrependeu-se e foi-se.

- Ana Maria de Souza Mello (@anamello)
REFEIÇÃO
Vários bichos devorados vorazmente, alguns ainda sangrando.As famílias reunidas comiam sem descanso.O nome do lugar ? churrascaria
.
- Cíntia Maria da Silva Moreira (@cintimoreira)
Alívio imediato
Família reunida. Silêncio áspero. Olhos esquivos. Ar rarefeito. Hã? É! Tá. Enfim algum corajoso ergue-se e liga a TV, que falou por todos...
.
- Carolina Estrella (@caestrella)
Noite escura,portas batendo,ventos incontroláveis.A morte finalmente viera lhe buscar. Sentiu-se feliz, mas o tempo só fez chover.
.
- Elaine Cristina Villalba de Moraes (@NaniEncantadora)
Anúncio de Partida
De noite,
Galo cantou,
Coruja piou!
Pêlo se arrepiou.
De dia soube, que o velho da esquina,
bateu as botas.
E foi passear de botas limpas.
.
- Xabier Puente DoCampo (@XPDocCampo)
Começou a soar aquela música na rádio. O sinal. Já só teria que entrar no locutório e matar ao homem que tinha ordenado que soasse a canção.
.
Fonte: http://www.simposiodecontadores.com.br
.

22/08/2010

PERGUNTA VALENDO UM LIVRO

Qual o nome do documentário recentemente exibido nos cinemas, cuja abordagem é o 3º Festival de Música Popular Brasileira da Record?
.
Ao primeiro leitor que responder corretamente à pergunta acima, no campo reservado para comentários desta mensagem, será enviado um exemplar do livro CONTOS SINISTROS.
.
Boa sorte!

13/08/2010

CORREÇÃO SOBRE CLASSIFICAÇÃO DE MICROCONTO

Retificando informação anterior, o microconto com o qual fiquei entre os 30 classificados no concurso Mínimos Contos, promovido pelos organizadores do Simpósio Internacional dos Contadores de História, foi este: "Pulsos cortados. O sangue gotejava no chão e ele insistia em pedir sua mão".
.
Na relação apresentada inicialmente no site http://www.simposiodecontadores.com.br/ , estavam dois microcontos de minha autoria: o citado acima e o informado por mim anteriormente ("Apagou a vela com um sopro que tinha no coração"), mas, pelo que entendi, cada participante só pôde ter um microconto classificado e, por isto, desclassificaram o segundo.

08/08/2010

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CONTADORES DE HISTÓRIAS

Felipe Cerquize foi um dos 33 selecionados no concurso "Mínimos Contos" com o microconto "Apagou a vela com um sopro que tinha no coração". O resultado foi divulgado no Simpósio Internacional de Contadores de História, realizado em Ouro Preto no período de 30/07 a 08 de agosto de 2010. Os 33 classificados serão publicados em um e-book patrocinado pelos organizadores do simpósio.

04/08/2010

SALVAGUARDA

Pedro Moreno
Quero compartilhar mais uma alegria com vocês. Pedro Moreno, artista brasileiro que atualmente vive na Espanha, está para concluir seu novo CD, que deverá ser lançado no último trimestre deste ano. Uma das músicas desse trabalho chama-se "Salvaguarda", que é uma parceria minha e dele. Ontem, Pedro me mandou a versão ainda sem mixagem e masterização, mas que já me deixou emocionado. Não vou disponibilizar para o público em geral por ainda ser uma versão preliminar, mas se alguém quiser ouvir, é só me mandar uma mensagem com o e-mail para envio. Pode ser pelo campo para comentários deste texto.

Abraços!
.
.
SALVAGUARDA
Música:.Pedro Moreno
Letra:...Felipe Cerquize
.
Nenhuma forma de tristeza
vai me convencer.
O amor perfeito e o crime justo
hão de existir.
.
Nenhuma forma de agonia
viverá em mim.
Na ilusão, vejo a esperança
com chances de ser.
.
Nenhum tipo de pesadelo
vai me despertar.
As sempre-vivas do meu éden
não me enganarão.
.
Nenhuma ponte salvaguarda
ruirá em nós.
Não vejo as páginas viradas,
só as que virão.
.

01/08/2010

UMA NOITE EM 67

Ontem, vi o filme "Uma noite em 67", documentário dirigido por Renato Terra e Ricardo Calil, que aborda a grande final do III Festival da Record, que teve Roberto Carlos, Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Edu Lobo como os cinco primeiros colocados. Aproximadamente uma hora e meia de filme com a apresentação das músicas que ficaram entre as cinco primeiras (exceção para "Beto bom de bola", de Sérgio Ricardo, que ficou na história por ser desclassificada, depois de uma vaia homérica do público), muitas cenas de bastidores, no dia da grande final, e entevistas recentes com os classificados e com Sérgio Ricardo, entre outros.
..
Um filme feito para quem viveu a época e para quem é apaixonado pela música popular brasileira e sua história. Gostei por me enquadrar no público alvo, mas, com certeza, esse é um documentário que não visa grandes plateias. Na análise de comportamento, me chamaram a atenção dois fatos: o primeiro é em relação à mudança de hábitos, como, por exemplo, o de fumar na televisão. Naquela época, até o apresentador fumava diante das câmeras sem a menor preocupação, pois isso era normal. O segundo diz respeito ao desdém sistemático que os grandes artistas têm com seus passados e suas conquistas. É impressionante como, nas entrevistas recentes, falando sobre o Festival da Record, Chico, Caetano, Gil e Edu Lobo desvalorizam seus feitos e comportamentos daquela época. Seria isto um mecanismo de defesa? Seria uma forma de valorizar trabalhos mais recentes, descolados daquela realidade? Ou seria a autocrítica fazendo o racional superar o emocional?
..
Para quem quiser ver, abaixo estão os locais onde o filme está sendo exibido até 5 de agosto.
.
Rio de Janeiro
Est Barra Point 1:14h, 19h
Est Vivo Gávea 1:17h, 18h45, 20h30, 22h20
Estação Ipanema 1:14h30, 16h15, 18h, 19h45, 21h30
IMS 14h, 16h, 18h e 20h
Unibanco Arteplex Rio de Janeiro 14h – 16h – 18h – 20h – 22h
Ponto Cine Guadalupe 18h10 e 20h00.
.
São Paulo
Cine Uol - Lumiere 14h30 e 21h30
Est Vivo Gávea 1:17h, 18h45, 20h30, 22h20
Espaço Unibanco Pompéia: Sala 9 14h – 16h – 18h – 20h – 22h
Unibanco Arteplex: Sala 4 14h – 16h – 18h – 20h – 22h
Espaço Unibanco: Sala 3 14h – 16h – 18h – 20h – 22h.
Cine Bombril 2: PROJETO FOLHA DOCUMENTA 18h
ESPAÇO UNIBANCO MIRAMAR SANTOS 18h10.
.
Recife
Cinema da Fundação Joaquim Nabuco: Sexta, Sábado e Quarta-feira: 17h, 20h40Domingo e Terça-feira: 17h, 18h50 Quinta-feira: 18h50, 20h40
..
Minas Gerais
BH - USIMINAS Belas Artes Cinema 2:15:00 17:00 19:00 21:00
JF - Espaço Alameda de Cinema: Sala 3 14h – 16h – 18h – 20h – 22h
.
Brasília
Píer 21:
.
Salvador
Cinema da UFBA:
Cine XIV:
Espaço de Cine Glauber Rocha: Sala 3 13h20 – 15h20 – 17h20 – 19h20 – 21h20
.
Fortaleza
Cine Dragão do Mar: Sala 2 14h – 15h50 – 19h30 – 21h20.
.
Maceió
Cine Sesi Pajuçara: 19h.
.
.