COMPRE O MINAS REAL NA ONERPM (LINK ABAIXO)

25/12/2010

NATAL DE POBRE

Nesta, letra e música são minhas. Para ouvir, clique http://www.goear.com/listen/437dcc5/natal-de-pobre-felipe-cerquize



NATAL DE POBRE
Felipe Cerquize

Vem chegando o Natal
Nós passamos tão mal
Vem chegando o Natal
E o ano todo nós passamos tão mal

Em dezembro passado nós festejamos
Sem nada em nosso barraco
Este será que Papai Noel
Vai se lembrar de nós?

Não quero mais a morte, o morto e a cela
A bala e o punhal
Mas se acaso Papai Noel não chegar
Como é que vai ficar?

Vou ter de olhar para essa lua cheia
E fora-da-lei

Vamos esperar Papai Noel chegar
Mas se ele não chegar
Como é que vai ficar, meu Deus?
Vamos esperar Papai Noel chegar
E se ele não vier?
Como é que vai ficar, meu Deus?

24/12/2010

MAIS UM AMIGO QUE SOBE

Falecimento do jornalista e crítico musical Toninho Spessoto
Hoje, fiquei sabendo do falecimento do amigo Toninho Spessoto. Retirei a nota de falecimento do site http://www.laboratoriopop.com.br/ :

.............................................................................................
"Criador do blog Acordes e apresentador de programas de rádio como o Papo de Músico, na USP FM, o jornalista Toninho Spessoto, 52, morreu nesta quinta (23) em São Paulo, às 8h, de infecção generalizada. A notícia foi confirmada por Daniella Alcarpe, amiga de Spessoto, no blog do jornalista.

Ele estava internado há duas semanas no Hospital do Mandaqui, no Carandiru, também em SP, por causa de uma infecção no joelho - que se alastrou para a parte renal, e chegou a colocá-lo em coma induzido. Antes, vinha se aplicando numa dieta, visando fazer operação de reduçao de estômago.

Spessoto, além de jornalista, era tradutor e intérprete, e colaborou com publicações como as revistas Bizz, Sucesso e Rolling Stone, além do Jornal do Brasil. Fez inúmeras críticas e entrevistas internacionais - por duas vezes, conversou com um de seus grandes ídolos, o maestro e compositor americano Burt Bacharach, para publicações nacionais. Em mais de 30 anos de profissão, foi também editor de jornalismo das rádios Pool FM e Bandeirantes FM de São Paulo, correspondente na capital paulista das rádios Alvorada AM e FM de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Juiz de Fora, e produtor/locutor das rádios Educadora AM e FM de Piracicaba (SP). Atuou, ainda, como assessor de imprensa e produtor nas gravadoras Bompastor e ABW. Spessoto era solteiro e não deixa filhos."
............................................................................................

Infelizmente, a morte faz parte da vida e é necessário tentar encará-la com naturalidade. Com certeza, o meu amigo e parceiro Toninho Spessoto se juntará a tantos outros bons, que também nos deixaram, para nos reger e se fazer presente, sempre que pensarmos nele.

No link http://www.goear.com/listen/5e23063/dama-felipe-cerquize-e-toninho-spessoto está a canção "Dama", parceria que fiz com ele em 2008.


DAMA
Música: Felipe Cerquize
Letra: Toninho Spessoto

Ela não fez nada demais pra chegar assim como chegou
Foi abrindo um sorriso, falando da vida, olhando pro tempo
Veio no rastro da idéia de um dia morno de primavera
Saltou a janela da alma, tomou de assalto meu frio coração

Ela saiu de um sonho dourado, daqueles de criança
Cheia de idéias malucas de vida, amizade, clareiras e luz
Falou das encostas do mundo bordadas num céu de luz e alegria
E quando abri os olhos não teve outro jeito, já era paixão

Dama
Agita o estandarte da valsa que faz com que a vida gire na calma
Dama
Aquieta minha aflição, traz de volta a verdade, a pureza da alma
Resgata no arquivo do tempo a doce lembrança da felicidade
Traz novamente o conforto de um abraço amigo, do sol de verdade

Dama
Atira no abismo o susto, as cordas, algemas, o escuro da lida
Dama
Devolve a leveza do toque, a riqueza do beijo,
a doçura perdida
Me faz ser teu bem, teu amigo e parceiro, me dá de presente o
Perfume da Vida!

Faz valer a pena acreditar num lindo sonho de Amor!

22/12/2010

"EMBOSCADA" É A 2ª MAIS TOCADA DA RADIONLINE

.
"Prezado(a) Felipe Cerquize

Temos o prazer de informar que a música "Emboscada", de sua autoria, está, neste momento, entre as 10 mais ouvidas na http://www.radionline.com.br/ , no Brasil e no exterior. Esta pesquisa é feita por computador, sem interferência manual e à prova de fraudes. Este email é emitido automaticamente para os 10 autores mais ouvidos, uma vez por semana, ou a cada vez que uma música entra entre as 10 primeiras colocadas.

Atenciosamente.

http://www.radionline.com.br/ - Lider de audiência na Internet"

EMBOSCADA
Música: Luhli
Letra: Felipe Cerquize

Anota agora tudo que eu te digo, me registra
Num gravador barato
Fotos que sirvam de abrigo, arquivos

Da memória no retrato
Na parte interna da minha cabeça
No lobo pragmático da mente
Não quero que o dia anoiteça

Mas beijo a noite que se faz presente
Piscar de olhos que te fotografam
Acenos que me velam e te revelam
Paredes da memória que se esbarram

Esquece, esquece agora
Esquece tudo que eu te disse
Esquecimentos servem de emboscada
De tudo que eu me lembro ou quase nada

Esquece, esquece, esquece agora
Porque o que eu falei não faz sentido
A máquina moderna da mesmice
Repete o mesmo sonho colorido

Mas beijo a noite que se faz presente
Piscar de olhos que te fotografam
Acenos que me velam e te revelam
Paredes da memória que se esbarram

E trazem dores que me desmantelam
Motivos pra lembranças
Esquecimentos são de emboscada
Nas curvas e retas das veras semelhanças
De tudo que me lembro ou quase nada

Esquece, esquece, esquece, esquece agora
Porque o que eu falei não faz sentido
A máquina moderna da mesmice
Repete o mesmo sonho colorido

Mas beijo a noite que se faz presente
Piscar de olhos que te fotografam
Acenos que me velam e te revelam
Paredes da memória que se esbarram

Esquece...

Link para audição: http://tinyurl.com/3y2rbfc

21/12/2010

GIRASSÓIS - FELIPE CERQUIZE E MÁRCIO BORGES

Essa parceria, minha com Márcio Borges, pode ser ouvida no link http://tinyurl.com/239u6lw . Letra, abaixo.

GIRASSÓIS
Música: Felipe Cerquize
Letra: Márcio Borges

Nasceu
No breu de uma noite febril
Nasceu de teimoso
Cresceu na raça e floriu

Valeu
O mesmo de antes, depois
Do início do mundo
Só um punhado de heróis
Que levantam
E replantam girassóis

Todas as vidas todos
benditos ventres de mulher
Vento que vem da alma
Levando sempre aonde der
Levantou do chão
Girassol meu bem-me-quer

Brotou
No solo central do Brasil
Caiu em meu colo
Bebeu na taça e sorriu

Então
A flor mais bonita surgiu
A dona do baile
Os dois amantes mais fiéis
Que povoam
E revolvem meus papéis

17/12/2010

SALVAGUARDA


No link http://tinyurl.com/32y3pjz está uma gravação em vídeo de "Salvaguarda", parceria com o músico brasileiro Pedro Moreno, atualmente residente na Espanha. A música fará parte do próximo CD do Pedro, que está em fase de conclusão.

SALVAGUARDA
Música: Pedro Moreno
Letra: Felipe Cerquize

Nenhuma forma de tristeza
vai me convencer.
O amor perfeito e o crime justo
hão de existir.

Nenhuma forma de agonia
viverá em mim.
Na ilusão, vejo a esperança
com chances de ser.

Nenhum tipo de pesadelo
vai me despertar.
As sempre-vivas do meu éden
não me enganarão.

Nenhuma ponte salvaguarda
ruirá em nós.
Não vejo as páginas viradas,
só as que virão.

15/12/2010

"TUDO POR NADA" NA RÁDIO MEC - SALA DO OUVIDOR

                                                                                                           

No dia 15 de dezembro de 2010, o programa SALA DO OUVIDOR, da RÁDIO MEC, apresentou a minha parceria com Nilson Chaves, intitulada TUDO POR NADA. Quem quiser ouvir a íntegra do programa, basta clicar no link  http://tinyurl.com/2g25adb . Letra, abaixo.

TUDO POR NADA
Música: Nilson Chaves
Letra:  Felipe Cerquize

Se juntarmos um pouco de tudo,
um pouquinho, quase nada,
haverá um conteúdo,
um tipo de emboscada,
obtuso, grave, agudo.
face multifacetada.

Se pusermos o pingo no jota,
mas em palavras erradas.
Se as asas da gaivota
um dia forem cortadas,
mudarei a minha rota
para ouvir outras toadas.

E quem sabe lá eu tenha
um pouco do que preciso?
E quem sabe lá eu venha
a morar no paraíso?

Se juntarmos bastante de nada,
abrangendo quase tudo,
a vida será testada
e quem sabe transformada
no seu próprio conteúdo.

14/12/2010

PARCERIA COM NILSON CHAVES AMANHÃ NA RÁDIO MEC


O programa vai ao ar, amanhã (15/12/2010), às 12:30 h, na rádio MEC AM, 800 MHz, Rio de Janeiro. Quem quiser, também poderá ouvi-lo em qualquer lugar do planeta pelo site http://www.radiomec.com.br/am . Será apresentada a canção "Tudo por nada", que tem música de Nilson Chaves e letra de Felipe Cerquize.

15/12/2010 às 12:30 h - "Tudo por nada" - Nilson Chaves e Felipe Cerquize
 

08/12/2010

ALGUMAS FILMAGENS DURANTE A VISITA À ITÁLIA

Com esta mensagem apresento quatro links com filmagens feitas em Reggio Calabria e em Roma. Em três dos quatro está a Trilogia para Trastevere, série de poesias que fiz no exato momento da filmagem. Seguem os links:

1.Apresentação da música "Flor do tempo" realizada no Palácio Campanella, Reggio Calabria, no dia 26 de novembro
http://www.youtube.com/watch?v=qUNwVWxOdsc

2.Trilogia para Trastevere 1
http://www.youtube.com/watch?v=9bKJGaWp8lU

Um dia, passei por Trastevere
e vi que a cidade é moderna
e vi que não estava cego
e vi que tudo vale a pena

Um dia, passei por Trastevere
e notei que a cidade gosta dos seu filhos,
que ela é capaz de gerar frutos,
que ela faz de si o mundo.
Um dia, passei por Trastevere
e vi seu comércio,
seus restaurantes.

Pessoas falando consigo mesmas,
às vezes por loucura,
às vezes por bebida.

Carros pelas ruas de paralelepípedo.
Não é um paralelepípedo igual ao da minha terra
Não são pessoas que cantam e falam
como na minha terra.

Aqui, tudo é pequeno,
grandiosamente pequeno.

Um dia, eu fui a Trastevere.

Felipe Cerquize
(poesia criada durante a própria filmagem)

3.Trilogia para Trastevere 2
http://www.youtube.com/watch?v=dmeBPODRV6s

Todos querem ser felizes,
todos querem encontrar
o lugar em que realizem seus sonhos
ou que lembrem deles em algum lugar
do passado, do presente.

É assim que se sente,
é assim que se vê, às vezes,
o corpo ausente.

Aqui, vejo a mim mesmo,
trinta anos atrás,
quando escutei uma música
e não entendi por que se chamava Trastevere.

Agora, sei que a cidade não é moderna,
agora sei que não estou cego.

É aqui, será sempre aqui,
que eu arremeterei
as minhas melhores lembranças
num passado distante,
que está cada vez mais próximo.

Sempre que quero voltar, eu volto.
Sempre que querem me ver, me vêem.

As pessoas não entendem,
nem eu me entendo,
mas vou levando, admirando,
cantando aos cinquenta e dois anos de idade.

Não sei se isso é verdade,
mas sei que sou verdadeiro.
e por isso saí do meu lugar
para ver o mundo inteiro.

Felipe Cerquize
(poesia criada durante a própria filmagem)

4.Trilogia para Trastevere 3
http://www.youtube.com/watch?v=A75Ziiid6Js

Um dia,
quando ouvir esta poesia,
vou ter a certeza
de que valeu a pena viver.

Valeu a pena conhecer
um pouco da minha juventude,
mesmo quando já tinha
cinquenta e dois anos de idade.

Cada cidade é um pouco de mim.
Cada vida é uma só
e eu vou só,
olhando tudo e todos
acreditando no passado,
duvidando do futuro.

Pé no presente e a gente sente
um pouco das vozes,
um pouco dos sonhos.

As mesas vazias,
pessoas sadias.

Viajando no mundo,
ou mesmo morando na rua pequena,
fazendo novena, olhando a janela
e dela se vendo.

Não está chovendo,
mas a chuva pode cair
a qualquer momento.
Basta um pouco de vento,
basta as pessoas chorarem

É assim que se faz
a mudança de rumos.
É assim que se faz,
é assim que se espremem os sumos.

As pessoas aparecem,
as pessoas somem,
o mundo gira.

Tem gente que pira,
tem gente que expira,
tem gente que se esconde na lira,
na lira dos desejos,
na lira dos delírios.

Onde estão os meus lírios,
onde estão minhas rosas,
que fazem poesias,
que desdobram prosas.

Trastevere, Piazza de Santa Maria.
Aqui, estive um dia
e me lembrei de você.

Felipe Cerquize
(poesia criada durante a própria filmagem)

06/12/2010

ALGUMAS FOTOS DA VIAGEM À ITÁLIA


Trastevere - 29/11/2010
Trastevere - 29/11/2010

Interior do Panteón - 29/11/2010

Vista parcial da fachada do Panteón - 29/11/2010

Vista do Palácio Navona - 29/11/2010

Ponte sobre o Fiuma Trevere (Rio Tigre) - 29/11/2010

Foto em frente ao Coliseu - 29/11/2010

Vista do interior do Coliseu - 29/11/2010

Vista panorâmica do interior do Coliseu - 29/11/2010

Vista parcial do interior do Coliseu - 29/11/2010

Vista panorâmica do interior do Coliseu - 29/11/2010

Vista do Arco do Imperador Adriano -28/11/2010

Fontana di Trevi - 28/11/2010

Teto da Capela Sistina - 28/11/2010

Ao fundo: Pietá - Basílica de São Pedro - Vaticano - 28/11/2010

Vista panorâmica da Praça São Pedro - Vaticano - 28/11/2010

Vista da fachada da Basílica de São Pedro - 28/11/2010

Todos os contemplados pelo Prêmio Nósside - Reggio Calabria - 26/11/2010

Durante a solenidade de entrega do prêmio no Palácio Campanella - 26/11/2010

Foto com a indumentária para recebimento do prêmio - Reggio Calabria - 26/11/2010

Palestra no Museu do Bergamoto - Reggio Calabria - 26/11/2010

Castelo que resitiu ao terremoto de 1908 - Reggio Calabria - 26/11/2010

City tour em Reggio Calabria, ao lado de Paulo Paulo, moçambicano premiado - 26/11/2010

Foto com todos os entrevistados na TV Reggio - 25/11/2010

Entrevista na TV Reggio Calabria - 25/11/2010

Durante a entrevista na TV Reggio Calabria - 25/11/2010

Entrada da TV Reggio - 25/11/2010


Em frente ao restaurante I tre Farfalli - Comidas típicas de Reggio Calabria - 25/11/2010
Ana Maria, Ernesto, Pasquale (chef), Cerquize e Rosalie

Almoço no restaurante I tre Farfalli - Reggio Calabria - 25/11/2010

Rosalie, Cerquize, Ana Maria, Ernesto e Mina em praça pública de Reggio Calabria - 25/11/2010

Cerquize, Ernesto e Edith - Reggio Calabria m- 24/11/2010

29/11/2010

A CIDADE É MODERNA

Hoje, acordei às sete da manhã e saí batendo perna Roma afora. Fui ao Coliseu, que estava aberto para visitação e aproveitei para ver todos os detalhes do interior dessa arena milenar. Ao final, quando saí, havia uns caras vestidos de romano, cobrando dois euros para tirar fotos. Quando cheguei perto deles, para saber o preço, perguntaram, na sacanagem, se eu era gaúcho. Disse que não e, então, começaram a falar em italiano da fama dos nossos conterrâneos (deu pra entender, mesmo eu não conhecendo a língua). A brincadeira com a turma do Rio Grande do Sul está indo longe demais, literalmente. Aliás, uma perguntinha: quem tem boca vai a Roma ou vaia Roma? Deixo a resposta para quem souber.

Do Coliseu, fui para o Pantheon, passando pelo Fórum Romano, ruínas mil e outros trocentos prédios históricos, dos quais não me lembro de nomes, agora. O Pantheon também é uma construção de imponência ímpar. O interior é belíssimo.

Mas o melhor de tudo, mesmo, veio depois do Pantheon. No caminho, descobri Trastevere, bairro boêmio de Roma, que fez parte do meu imaginário, desde a época em que Milton cantou a música homônima no seu disco, Minas, de 1975 (se não me engano, dele com Ronaldo Bastos). Aliás, no início, nem sabia o que significava a palavra e ficava imaginando um local utópico, tipo Pasárgada. Na verdade, Tevere é o rio Tigre ("fiuma Tevere"), que corta toda a cidade de Roma. Trastevere, então, significa "depois do Tevere", que é onde o bairro fica, tomando por referência o lado principal da cidade. O lugar é agradabilíssimo, cheio de pequenas lojas, cantinas e restaurantes. Caminhando sozinho pelas ruas, com minha máquina fotográfica, me veio a ideia de fazer poesias no local e para o local, enquanto caminhava. Pus a máquina no modo "filmar" e, enquanto mostrava as vielas de Trastevere, fui recitando poemas, que criei na hora. Na minha opinião (suspeita), ficou um exercício bastante interessante. Quando eu subir com elas para o You Tube, aviso. No final descobri e comi um prato super saboroso, num pequeno restaurante de lá, à base de camarão e calamar (lula) fritos, muito mais barato do que os pratos similares existentes no Brasil, pelo incrível que pareça.
No restante, foi a volta para o hotel, a maior parte do tempo andando pela via Nazionale, onde existem lojas de tudo que é tipo, inclusive com precinhos camaradas. Comprei algumas lembranças para levar para o Brasil.

Amanhã (30/11), estou em Roma até o meio-dia (nove horas da manhã, no Brasil). Depois, começo o caminho de volta, indo para o aeroporto de trem, de lá pegando um voo para Paris e, finalmente, outro para o Rio de Janeiro, onde chego na manhã do dia primeiro.

Vão, abaixo, mais três fotos, ainda com defasagem em relação à narrativa, pois as de hoje não foram baixadas para o meu computador. A primeira é uma foto de dois guardas do Vaticano, que mais parecem coringas de carta colorida de baralho. A segunda é Fontana di Trevi, onde deixei meus desejos com duas moedas. Finalmente, a terceira é uma foto da escultura de Pietá, que tirei na Basílica de São Pedro.

Provavelmente, só volto a escrever, agora, quando chegar ao Brasil. Se tiver oportunidade, escrevo antes.



28/11/2010

DE REGGIO CALABRIA PARA ROMA

Ontem (27/11), aproveitei para ver um pouco do comércio de Reggio Calabria e descobri coisas com preços fantásticos. Essa cidade é a terra de Valentino e de Versace, onde se pode comprar tecidos de seda e de linho por preços impossíveis de se conseguirem no Brasil. Comprei alguns cortes de seda, a pedido de algumas pessoas da terrinha, e queimei um terço do prêmio comprando alguma coisa de cama e mesa em linho finíssimo (A "muié" vai gostar. rs rs). A Calábria também é terra de mafiosos perigosíssimos, que usurpam a população e, de vez em quando, deflagram brigas entre famílias, que põem a cidade em polvorosa. A última de porte, segundo me contaram, foi em 2007, quando, no total, morreram 34 membros de duas famílias poderosas da cidade, tudo por causa de uma discussão de rua entre dois adolescentes, um de cada clã. A doze quilômetros de Reggio, está a Cecília e o vulcão Etna, sempre fumando, apesar de há muito tempo não haver uma erupção que traga prejuízos para as populações vizinhas (a última foi há mais ou menos três anos, mas a lava não chegou a atingir as cidades). Reggio Calabria sofreu um grande terremoto, em 1908, o que levou a uma reconstrução que descaracterizou mais da metade dos prédios que lá existiam, antes predominantemente em estilo greco-romano. Hoje, muitos dos prédios lá existentes seguem uma linha meio quadradona, típica do período fascista.

Depois das compras, no início da tarde, almoçamos num outro restaurante típico e, em seguida, fui para a estação ferroviária, onde peguei o trem Euro Star, que fez o circuito Reggio Calabria - Roma em cerca de seis horas de viagem. Cheguei a Roma eram mais ou meno 23:30 h. Depois disso, nada a fazer, a não ser desabar na cama e desmaiar.

Hoje, pela manhã, depois do café, já bati pernas para ir ao Vaticano. Impressionante o luxo que é a Basílica de São Pedro e os museus que a circundam. O Vaticano é a prova viva do quanto a Igreja Católica espoliou a humanidade. Tudo em ouro, prata, mármore carrara, marfim e outras riquezas mais. Pelo incrível que pareça, mesmo com tudo isso, ainda tem uma pessoa que passa a sacolinha durante as missas que celebram, de hora em hora, dentro da basílica. Para entrar nos museu do Vaticano é uma fila quilométrica. Consegui chegar ao portão de entrada quando faltavam dez minutos para fechar e valeu a pena. A arte que se vê no museu é de um valor inestimável. A mais impressionante de todas é a capela Sistina, onde é proibido filmar e fotografar, mas, com meu jeitinho brasileiro, em pleno Vaticano, consegui driblar a guarda e fazer algumas filmagens rápidas, além de fotos, claro (enquanto os guardas gritavam "NÃO PODE FILMAR, NÃO PODE FOTOGRAFAR!"). Ainda esta semana, mostro algumas dessas fotos por aqui.

Terminado meu calváreo pelo Vaticano, peguei o metrô e fui até a Fontana di Trevi, que realmente é lindíssima. Joguei minha moedinha nela e deixei meus desejos por lá. Também tirei várias fotos da fonte e das cercanias. Por ali, também aproveitei para almoçar num restaurante que tinha na fachada tão somente o nome Taberna. Lá, encontrei uma garçonete brasileira e aproveitei para colocar o velho e bom português em dia. Quando acabei o almoço já eram 16:30 h e começava a escurecer (aqui em Roma, às 17:00 h, já está escuro). Cansado, mais ainda entusiasmado, saí caminhando até chegar ao Coliseu, que é um prédio (monumento) absolutamente fantástico, com dois mil anos de História nas costas. No caminho, passei por várias ruínas, pelo portal do imperador Adriano, pelo milenar Fórum Romano etc. etc. etc.

Cansado, mas "felice pra carajo". Acho que é assim que posso descrever este meu momento, agora, no quarto do horel "Paris in Rome", que fica na Via Firenze, pertinho da estação ferroviária central de Roma. Amanhã ainda estarei o dia inteiro por aqui e pretendo falar alguma coisa a mais procês. Abaixo, mais duas fotos: uma do BERGAMOTO, fruto símbolo da cidade de Reggio Calabria, que só existe nessa região da Itália, e outra comigo na estação ferroviária, partindo para Roma. Algumas das fotos que tirei em Roma, mostro na próxima mensagem (ainda não baixei para o meu computador).
Bergamoto - Fruto símbolo da cidade de Reggio Calabria

27/11 (17:00 h) - De partida para Roma

26/11/2010

DIAS INESQUECÍVEIS

Felipe Cerquize e Rosalie Gallo durante entrevista na TV Reggio (Itália)
25 e 26 de novembro tornaram-se dias inesquecíveis, para mim. Estou chegando, agora, ao quarto de hotel. Aqui são 2:00 h da manhã do dia 27. Não tive tempo para descrever os acontecimentos, mas o farei, com calma, nos próximos dias.

Fiz duas apresentações da minha canção: uma no programa da TV Reggio, no dia 25, e outra na solenidade de entrega do prêmio, no Palacio Campanella, no dia 26. Saber que estava sendo exibido para toda a Itália e ter por perto gente de diversas nacionalidades ouvindo meu trabalho artístico, realmente, não tem preço.

Uma cópia da entrevista completa com os ganhadores do prêmio Nósside na TV Reggio me foi entregue de presente. Além disso, filmei minha apresentação durante a entrevista e no cerimonial de entrega do prêmio. O que der, subo para o You Tube, quando voltar para o Brasil.

Enquanto isso, mostro duas fotos: a de cima, tirada durante a entrevista na TV Reggio. A de baixo, uma foto com todos os contemplados, que saíram de seus países para se encontrar em Reggio Calabria.

Ganhadores do prêmio Nósside presentes em Reggio Calabria (Itália)


25/11/2010

A COMIDA DA CALÁBRIA É ÓTIMA


Quero registrar a delícia que é a comida por aqui. Hoje, fomos almoçar num restaurante com pratos típicos. O vinho da casa está num nível que supera até alguns da Miolo. Foram três rodadas de pratos, começando com deliciosos salgados e saladas da região, seguindo com massas e finalizando com carne. Um almoço para não se esquecer. Na foto, acima, estamos eu e, da esquerda para a direita, Ana Maria Gozalez (argentina, de Entre Rios, ganhadora do Nósside), Ernesto Santiago (filipino, de Manila, ganhador do Nósside), Fausto (chef do restaurante I Tres Farfalli) e Rosalie Gallo (secretária do Nósside no Brasil).

Daqui a pouco, vamos para a tal entrevista para a TV Reggio

24/11/2010

NÓSSIDE - VIAGEM DE CHEGADA À REGGIO CALABRIA


Cheguei a Europa por Paris (aeroporto Charles de Gaulle), de onde fiz conexão para Roma. Realmente, a hospitalidade francesa não é lá essas coisas. Sem sair do aeroporto, já deu para perceber. Exemplo: parei numa lanchonete, comprei um café da manhã, mas tive que deixar minha mala de mão, por uns instantes, próxima ao caixa, para colocar o dejejum na mesa. Quando voltei para pegar a mala, já havia um atendente perguntando de quem era. Falei que era minha.Ele riu (deboche), dizendo que, se eu demorasse mais um pouco, iria chamar a polícia. Estava até pensando em fazer uma fast visit na Cidade Luz, mas, depois disso, fiquei no aeroporto até embarqcar num voo de Paris a Roma pela Alitalia. Mais ou menos uma hora e trinta minutos tranquilos, sem turbulência. Pretendo conhecer um pouco de Roma, a partir do dia 27/11.

Assim como no caso de Paris, essa passagem por Roma foi só para conexão, dessa vez com o voo AZ 1159, para Reggio Calabria, que saiu às 17:20 h e chegou ao destino em menos de uma hora. O detalhe que mais me chamou a atenção e me emocionou, nesse traslado, foi quando entrei no avião para Reggio e, surpreendentemente, ouvi "Luz negra", de Nelson Cavaquinho, como música ambiente no avião (instrumental, num violão que não descobri quem toca). Se fosse Tom Jobim, Ivan Lins, Milton Nascimento, tudo bem, pois esses são artistas brasileiros consagrados no exterior. O fato de ser uma canção do Nelson Cavaquinho, compositor pouco conhecido fora do Brasil, mostra que a força da música brasileira é muito maior do que imaginamos.

Chegando ao aeroporto de Reggio Calabria, fui recebido pelo professor Pasquale Amato, presidente e idealizador do prêmio Nósside. No meu voo, chegaram mais dois poetas classificados: uma da Patagônia (Argentina) e outro de Manila (Filipinas). Seguimos para o hotel Lido, que hospeda os premiados, e, lá, encontrei, também, com Rosalie Gallo, uma brasileira que assessora o professor Pasquale nas palestras que ele ministra no Brasil. Estamos todos na foto acima, que tiramos numa taverna, onde comemos uma genuína pizza italiana a metro.

Amanhã pela manhã, devemos fazer uma visita à cidade de Messina, na Cecília. Reggio Calabria fica a menos de meia hora da Cecília, aonde se chega de balsa. Também amanhã, por volta das 17:00 h, deve acontecer uma entrevista na TV Reggio com os premiados presentes. Essa TV é afiliada da RAI e a matéria deverá ser divulgada para toda a Itália. À noite deve acontecer um jantar custeado pelo Nósside.

21/11/2010

FLOR DO TEMPO - VERSÃO A SER APRESENTADA NA ITÁLIA

Fiz uma gravação de "Flor do tempo" nos moldes da versão que será apresentada, no próximos dias 25 e 26 de novembro, na Itália. Se tudo der certo, gravaremos uma entrevista para a TV Reggio, afiliada da RAI, por onde espera-se haver a divulgação do prêmio e da entrevista naquele país. Não sei se será ao vivo ou em vídeo tape, mas quem tiver interesse poderá ficar atento, nesses dias, sintonizando a RAI pelo canal 106 da Sky, aqui no Brasil. O link para ouvir a gravação é http://tinyurl.com/2bqgklt .

FLOR DO TEMPO
Letra e música: Felipe Cerquize

Acostumado a brincar
com as bolas de gude
e os piões a rodar.

Muitos já perceberam
que eu sou um adulto
que vive a brincar.

Como vai você?
Como está você?
Você já cresceu?

Hoje brinco de sofre-quem-pode
e nessa não vale chorar.
A pior brincadeira
é o pega-pega na frente do bar.

Passe o anel,
olhe o pai-joão.
Você já pensou?

Terra gira e brinca,
sofre-quem-pode,
as pipas no ar,
os pegas no bar.

De hoje para amanhã,
quando acordar,
pare de brincar,
alguém vai falar.

Fico com anseios,
querendo tudo na varanda dos desejos,
olhando as moças do futuro que não beijam,
olhando os arcanjos nobres que não vejo.

Aquela flor é digna de se pisar,
mas este gosto não é meu.

16/11/2010

VIAJANDO PARA A ITÁLIA PARA RECEBER O PRÊMIO NÓSSIDE


A cerimônia de premiação será em Reggio Calabria, Itália. Devo pegar um voo para Roma, no dia 23 de novembro e de lá pegar outro avião ou um trem, chegando à cidade da celebração na noite do dia 24, onde os convidados se hospedarão no hotel Lido.

No dia 25, os premiados participarão do "Salão do Editor" e serão entrevistados na Reggio TV, coligada da RAI, que exibirá a entrevista em toda a Itália. À noite, teremos um jantar de confraternização.

No dia 26, a programação é a seguinte:

>>Às 10:00 h, visita à cidade;

>>Às 12:00 h, Visita ao Museu do Bergamoto junto à Academia do Bergamoto, com aperitivo;

>>Às 15:30 h, Visita ao Laboratório dos Bronzes de Riace e das demais obras primas do Museu Nacional da Magna Grécia;

>>Às 17:00 h, Cerimônia de Premiação Palazzo "Tommaso Campanella", sede do Conselho Regional da Calábria;

>>Às 21:00 h, Jantar em homenagem aos Poetas do Nósside junto ao Museum Center.

Na minha categoria de premiação, terei direito a receber:

1.Placa Nósside em prata (que reproduz uma obra do grande futurista de Reggio Calábria, Umberto Boccioni);

2.A importância de 600 €uros e o Atestado da Menção Especial;

3.A inserção na Antologia “Nósside 2010” da "poesia em canção" premiada.

Na premiação, os poetas são chamados a lerem seus poemas. No meu caso, provavelmente, serei convidado para tocar minha canção. Na entrevista da TV deve acontecer o mesmo, pois, segundo me informaram, o condutor do programa é aficionado por música brasileira.

Para quem ainda não conhece, a canção premiada chama-se "Flor do tempo" e poder ser ouvida, na voz de Kiko Furtado, acessando-se o link http://tinyurl.com/3x9oucf

15/11/2010

RESPOSTA AO HINO DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA

.
"Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós!
Das lutas na tempestade
Dá que ouçamos tua voz" 
.
AINDA QUE TARDIA

Abre as asas sobre nós
Ainda que seja tarde
Desamarra estes meus nós

Permite-me dobrar a esquina
Sem ver mais uma chacina
Deixa-me alimentar o sonho
De que tanto me envergonho

Desce as asas sobre nós
Acolhe-nos e protege-nos
Mesmo que estejamos sós

Incentiva-me a repartir
Dá-me a dor de consciência
Dá-me a tua sapiência
Faz-me enxergar o que é óbvio

Tu que enfrentaste a História
Que partiste na ascenção
Não nos permitas a morte
Sem saborear tua glória

Fecha as asas sobre nós
Não deixes que a fúria fira
Não mandes a desesperança
Rufla o máximo que possas

Sorri para mim ao acordar
Faz chover no semiárido
Controla as aluviões
Dá fartura aos embriões

Elimina o sensacionalismo
Dá chance a todo artista
Defenestra o mercenário
Que quer o nosso salário

Solta a pluma sobre nós
Para que enxerguemos cores
E sintamos teus olores
Avoluma a tua voz

Ajuda-nos a ver o rosto
Dos que pregam o oposto
Dos que usam o teu nome
Mas que distribuem a fome

Que desabe sobre nós
Cada ruga de tua personalidade
Cada marca do teu sofrimento
Para que tenhamos tua consciência

Tudo pode mudar facilmente
A fragilidade é a tônica da vida
Todas as conquista nada significam
Novos rumos podem debilitar os inatingíveis

Fecha as asas e protege-nos
Não nos deixes aqui sozinhos
Reverbera os teus exemplos
Para os vendilhões do templo

Não te acanhes com a ameça
Constante que te fazemos
Põe ao largo tua asa
Distribui as tuas penas

Derrama teu sangue quente
Sobre cada um de nós
Cicatriza tua ferida
No calor das nossas vidas

Ignora todas as chantagens propostas
Desce batendo as asas com a força exata
Nem tão forte que nos tire o norte
Nem tão lento que nos tire o vento

Felipe Cerquize

03/11/2010

PIADA

José Serra, Fernando Henrique Cardoso e Aécio Neves estavam em um avião da Força Aérea, quando o piloto avisou que a aeronave apresentou pane nas duas turbinas e que o avião ia cair. Os três olharam um para o outro e Aécio Neves, com um certo ar de deboche, falou: : "Ainda bem que estou com minha mochila que vira para-queda". Falou isto, saiu correndo e pulou porta afora. Trinta segundos depois, a mochila se abriu e virou um lindo para-queda, que permitiu a Aécio descer suavemente até o solo.No avião em pane,  Fernando Henrique olhou para Serra e, sorrindo, disse: "Ainda bem que as meias para varize, que estou usando, transformam-se em parapente. Disse isto, saiu correndo, saltou pela porta do avião e puxou o elástico da meia da perna direita, que se transformou num lindíssimo e confortável parapente e fez Fernando Henrique pousar suavemente no chão. José Serra, desesperado com sua situação e com o sucesso dos dois correligionários, olhou para as mãos, deu um grito, saiu correndo, saltou pela porta do avião e começou a esfregar incessantemente a cabeça. Mil metros do solo, quinhentos metros, duzentos metros e ele esfregando freneticamente a mão na cabeça. Até que se esborrachou no chão e morreu. Na operação de resgate, o pessoal encontrou o corpo de Serra num ponto e a mão direira a uns 100 metros do corpo, enrijecida e fechada. Fizeram a maior força para abri-la e, quando conseguiram, encontraram um frasco, que serra segurou firme e forte até o fim. No rótulo estava escrito "para queda de cabelo".

02/11/2010

HOJE É DIA DE EL REY

MÁRCIO BORGES e FELIPE CERQUIZE

Hoje, acordei com uma música do disco Milagre dos Peixes na cabeça: Hoje é dia de El Rey. Como a maioria deve saber, grande parte das letras desse disco foi censurada, inclusive a escrita pelo Marcinho para essa canção. Pincei-a do blog Pérolas aos Povos (leia, abaixo). Acho essa melodia um primor e o sax que Nivaldo Ornelas pôs nela é de arrepiar. Essa música é uma das que realmente embalaram meus sonhos juvenis. A poesia do Marcinho não podia deixar de estar no disco, mas, infelizmente, os tempos eram outros, mais sórdidos e truculentos. No poder efêmero da época, não havia espaço para reconhecer o fundamento de uma poesia como essa, de sentido eterno. Lembro-me de ter lido, se não me engano no livro "Os sonhos não envelhecem", que a ideia era ter a voz de Dorival Caymmi nessa canção do disco.
A música pode ser ouvida no mesmo blog, acessando-se o link http://tinyurl.com/35pnbq8  



HOJE É DIA DE EL REY

(Milton Nascimento e Márcio Borges)

Filho – Não pode o noivo mais ser feliz
Não pode viver em paz com seu amor
Não pode o justo sobreviver
Se hoje esqueceu o que é bem-querer
Rufai tambores saudando El Rey
Nosso amo e senhor e dono da lei
Soai clarins pois o dia do ódio
E o dia do não são por El Rey

Pai – Filho meu ódio você tem
Mas El Rey quer viver só de amor
Sem clarins e sem mais tambor
Vá dizer: nosso dia é de amor

Filho – Juntai as muitas mentiras
Jogai os soldados na rua
Nada sabeis desta terra
Hoje é o dia da lua

Pai – Filho meu cadê teu amor
Nosso Rey está sofrendo a sua dor

Filho – Leva daqui tuas armas
Então cantar poderia
Mas nos teus campos de guerra
Hoje morreu a poesia

Ambos – El Rey virá salvar...

Pai – meu filho você tem razão
Mas acho que não é em tudo
Se o mundo fosse o que pensa
Estava no mesmo lugar
Pai você não tinha agora
E hoje pior ia estar

Filho – Matai o amor, pouco importa
Mas outro haverá de surgir
O mundo é pra frente que anda
Mas tudo está como está
Hoje então e agora
Pior não podia ficar

Ambos – Largue seu dono e procure nova alegria
Se hoje é triste e saudade pode matar
Vem, amizade não pode ser com maldade
Se hoje é triste a verdade
Procure nova poesia
Procure nova alegria
Para amanhã... 

01/11/2010

FLUMINENSE EM FEIRA LIVRE

Como vocês já devem saber, o Fluminense está sendo homenageado na novela Feira Livre, em exibição no site do Grupo Spetáculos (www.spetaculos.com.br). Na trama, a canção que toca em homenagem ao clube é uma parceria minha (música) com Leandro Barbieri (letra).

Com o objetivo de fazer mais uma homenagem ao Tricolor das Laranjeiras, a Spetáculos preparou um clipe mostrando algumas cenas com alguns "personagens" antológicos que passaram por esse clube. Para quem quiser ver, o endereço é http://www.youtube.com/watch?v=pSKTUJUXi7Y

 E para finalizar, antes que alguém estranhe, quero deixar claro que continuo sendo botafoguense com muita paixão, ou seja, não virei casaca.   :-)

26/10/2010

UM DIA MEMORÁVEL

CERQUIZE E MENESCAL

Hoje, realmente, foi um dia especial. Recebi dois convites para parcerias: um de Claudio Nucci e outro de Roberto Menescal. O primeiro leu uma poesia em um grupo de internet do qual participamos. O segundo me enviou uma legítima bossa nova para letrar.
.
 Obrigado aos dois por acreditarem na força de minhas palavras.

24/10/2010

CONTEMPLADOS NO PRÊMIO MUNDIAL NÓSSIDE 2010




XXVI PRÊMIO MUNDIAL DE POESIA NÓSSIDE – 2010


Presidente Fundador Pasquale Amato


JÚRI


Presidente: Giuseppe Amoroso (Italia)


Componenti: Teresa Maria Albano (Montenegro), Mayerín Bello Valdéz (Cuba),Giuseppe Cardello - Musica (Italia), Mukul Dahal (Nepal), Rocco Franco (Italia), Adriana Iozzi (Brasile), Rosamaria Malafarina (Italia), Paolo Minuto - Video (Italia), Patricia Peterle (Brasile), Daniela Raimondi (Inghilterra), Angelo Rizzi (Francia), Antonio Rossi (Italia), Nicola Sgro - Musica (Italia).


Segretaria Generale Mariela Johnson Salfrán (Cuba)
Segretaria per il Brasile Rosalie Gallo (Brasile)

Segretario per l’Italia Franco Fortunio (Italia)


VENCEDOR ABSOLUTO


Criação artística em prata do Mestre Ourives Gerardo Sacco, 2.000 Euros, Placa Nósside, Atestado, Brindes de Autordades e Parceiros, Poesia na Antologia Multimedial nas cinco línguas oficiais 


UMBERTO VICARETTI (ITALIA) LUCO DEI MARSI (AQ) 1943 – DIRIGENTE SCOLASTICO Sale azzurrino il fumo dai camini


VENCEDORES

Para cada um destes: Placa Nósside, 1.000 Euros, Atestado, Brindes, Poesia na Antologia


AMEL EL-SAYED AHMED (EGITTO) ALESSANDRIA D’EGITTO 1965 – SCRITTRICE E POETESSA - POESIA IN VIDEO IN LINGUA ARABA EGIZIANA CON VERSIONE IN ITALIANO “PER LA PRIMA VOLTA


ANA MARÍA GONZÁLEZ (ARGENTINA) CONCEPCION URUGUAY,ENTRE RIOS 1964 - PROFESORA - Poesía en Lengua Española “Foto de Palestina”


BRUNO SALVATORE LUCISANO (ITALIA) STAITI,BRANCALEONE RC - 1952 – PENSIONATO POESIA IN DIALETTO REGGINO CON VERSIONE IN ITALIANO “CANNI I LUPARA(CANNE DI LUPARA)


MIGUEL ÁNGEL RIBÓ GUTIÉRREZ (CUBA) SAN ANTONIO DE LOS BAÑOS, LA HABANA 1967 - ARQUITECTO - POESÍA EN MÚSICA EN LENGUA ESPAÑOLA CON VERSIÓN EN ITALIANO CANCIÓN “ECOLOGÍA A PUNTO DE MATE(ECOLOGIA AL LIMITE DELLO SCACCO MATTO)


MENCIONADOS ESPECIAIS

Para cada um destes: Placa Nósside, 600 Euros, Atestado, Brindes, Poesia na Antologia


CRISTIAN MARCELO CAYUPAN MORA (CHILE) PTO. SAAVEDRA, TEMUCO 1985 – ESTUDIANTE - MAPUCHEZUNGUN Y ESP. “NACÍ PIEDRA” (SONO NATO PIETRA)


FELIPE CERQUIZE (BRASIL) RIO DE JANEIRO 1958 - ENGENHEIRO QUÍMICO CANÇÃO FLOR DO TEMPO


FRANCESCA CRICELLI  (BRASIL) RIBEIRAO PRETO, SAO PAULO 1982 – PESQUISADORA PORT. “THE SOUL KEEPER


SALVATORE IOCULANO (ITALIA) OPPIDO MAMERTINA RC 1980 – INSEGNANTE - LATINO E ITALIANO “AURES” (DOLCE SENTIRE)


LUIGI MARIANI - (AUSTRALIA) BOLOGNA-ITALIA,SIDNEY,NEW SOUTH WALES - 1981 - CORPORATE COMMUNICATION OFFICER IN CCI POESIA IN VIDEO IN ITALIANO PER IL VENTICINQUESIMO DEI MIEI GENITORI


MARGARET MITCHELL ARMAND (HAITI) RES. IN MIAMI – USA - POETESSA - HAÏTIAN KREYOL - ENGL-FRANC “CARREFOUR FEUILLE – HAÏTI POUR SE SOUVENIR


ERNESTO PANGILIAN SANTIAGO (PHILIPPINES) SOLANO 1967 - POET - TAGALOG AND ENGLISH - “BASHFUL MIMOSA


PAULO PAULO (MOÇAMBIQUE) MAPUTO 1978 – ESTUDANTE - “CASA DE NINGUÉM


MINNA RAJAINMÄKI (FINLAND) TURKU,KIRKKNUMMI 1983 - TRAINEE IN THE EMBASSY OF FINLAND IN STOCKHOLM FINNISH-ENGL WINTERAPPLE TREE

ALVARO RIVERO MALDONADO (PUERTO RICO) RES. CHICAGO RIDGE - USA 1952 – MAESTRO - ESP. YO DIGO ADIÓS AL VIENTO Y A LA LUNA


VERONICA RODRIGUEZ MORANTE (CUBA) CIUDAD HABANA 1991 – ACTRIZ - ESP. E ITAL. CAMINO DESCALZA


MENCIONADOS EXTRAORDINÁRIOS

Para cada um destes: Placa Nósside, Atestado, Poesia na Antologia Multimedial


VIOREL BOLDIS  (ROMANIA) RES. BRESCIA ITALIA, 1966 - MEDIATORE LINGUISTICO - RUMENO E ITALIANO “ELEGIA AI BORDI DI UNO SCOGLIO


GIOVANNA BRANCATISANO SCIARRONE ITALIA-USA S. CRISTINA D'ASPROMONTE RC, WISCONSIN USA, 1939 – INSEGNANTE “LONTANE MARIMBE


MARIANGELA COSTANTINO - ITALIA REGGIO CALABRIA, 1958 – INSEGNANTE “NOTTE


IGOR REMS - MONTENEGRO RES. IN GERMANIA, 1957 – ARTISTA - SERBO E ITALIANO - “AMORE NELLA CENERE


ELAINE BEATRIZ SENADO PEDROSO - CUBA CIUDAD LA HABANA, 1974 VETERINARIA “REQUIEM POR HAITI


ANDRÉ STREEL - BELGIQUE LIGNEY-HUI, 1946 – RETRAITÉ - “POESIE


MENCIONADOS DISTINTOS

Para cada um destes: Medalhão Nósside, Atestado, Poesia na Antologia Multimedial


GIANCARLO ANGELINI - ITALIA FERRARA,GENOVA 1938 – PENSIONATO - “I GUERRIERI DELLA LUNA


PATRIZIA AZZANI - ITALIA BOLOGNA, SARONNO VA 1963 - DOCENTE SCUOLA SUPERIORE – “IL SEGRETO DELLA POLVERE


OLGA ANADILLA CÁRDENAS GALLARDO - CHILE CURACO DE VELEZ,CHILOÉ 1962 – COMERCIANTE GÉNESIS


CATIA ANDREA CERNOV DE OLIVEIRA - BRASIL PORTO VELHO, RONDÔNIA, 1968 - FUNCIONÁRIA PÚBLICA “AS ESTRELAS E AS LUZES DA CIDADE

ORIAM ESPONDA VIGIL - CUBA CIUDAD DE LA HABANA, 1981 – CAJERO BANCARIO MAÑANA


SILVIE FORVEILLE NUGUE - FRANCE LAVAL, ST BERTHEVIN, 1958 - POÈTE - “ET SI JE TE RESSEMBLAIS


TIZIANA GABRIELLI - ITALIA CHIETI, 1969 - RICERCATRICE UNIVERSITARIA, GIORNALISTA “L’ORA PENULTIMA DEL MONDO


MERLI MARIA GARCIA DINIZ - BRASIL TANABI, RES.RIO PRETO/SP 1944 - PROF.A, POETISA, ADVOGADA - MAGIA


WENDY GONZÁLEZ ALVÁREZ - CUBA CIUDAD DE LA HABANA, 1987 – INSTRUCTORA DE ARTE – “LAMENTO MEXICA


ILIR HYSENAJ - ALBANIA BERAT, VALONA 1987 – STUDENTE ITAL E ALB - “NOTTI


NABIR KUMAR CHETRI - NEPAL BHARATPUR, RES. IN ABERDEEN - SCOTLAND UK, 1974 - NEPALI AND ENGLISH “MY FATHERS HOUSE


AMPARO ANDRÉS MACHÌ - ESPAÑA VALENCIA, 1964 – ESCRITORA ETERNIDAD DE LA PALABRA


ADA ISABEL MACHIN ALVAREZ - CUBA CIUDAD LA HABANA, 1961 - ESP. EN SERVICIOS CANCIÓN FUISTE TANTO


PATRICIA HILDA MORANTE ALVAREZ - CUBA CIUDAD DE LA HABANA 1956 – PROF.RA DE LENGUAS ITALIANA Y RUSA ESP. E ITAL. “AHORA!”


DIDIER MUGABE - MOÇAMBIQUE BURUMDI-MAPUTO, 1986 – ESTUDANTE - “ESCUTEM-ME


CHUKWUEBUKA ONUKWUE - NIGERIA ABIA-ABUJA, 1992 – STUDENT - IGBO E INGL. “WE ARE ONE


MASSIMO PALLAVICINI - ITALIA GENOVA, 1942 – AVVOCATO – ITAL E ENGL - “BLUES


GAVINO PUGGIONI - ITALIA PORTO TORRES, SASSARI, 1939 – PENSIONATO - “LE NUVOLE NON HANNO LACRIME


TERESA RICCOBONO - ITALIA PALERMO - INSEGNANTE IN ASSENZA DEL BLU


KATHYA RODRIQUEZ - REP. PANAMA CIUDAD PANAMA, 1979 – EMPLEADA AQUÍ, ALLÁ Y EN NINGUNA PARTE


ROSA RODRÍGUEZ CUBELA - CUBA VILLA CLARA, RES. CIUDAD HABANA, 1960 – PROFESORA - DILUIDA


CLAIMARILU SALVADORI - BRASIL CURITIBA/PARANÁ, 1963 – GERENTE DE BANCO - “EU ...”


PATRICIA LOUISE SAMPERI TUNISIA-ITALIA TUNISI, RES. ROMA-ITALIA, 1948 - SEGRETARIA DI AMBASCIATA - FRANC E ITAL “LE REGARD DES ENFANTS


DAVIDE SIMONCINI - ITALIA ORVIETO, 1988 – STUDENTE ATTIMO DARIA


SANTIAGO VIZCAÍNO ARMIJOS - ECUADOR QUITO 1982 – EDITOR – “EN ESTA NOCHE NO HAY LUCEROS


MENCIONADOS

Para cada um destes: Atestado Nósside, Poesia na Antologia Multimedial


RINA ACCARDO - ITALIA CAMPOREALE PA, AREZZO 1952 – POETESSA – “SOGNI LONTANI


RITA AMABILI - CANADA CHAMBLY, QUÉBEC 1954 - AUTEURE ET THÉOLOGIENNE Mal à mon Pays”


ROSSELLA ARENA - ITALIA MESSINA 1967 – INSEGNANTE – “CONCHIGLIA DI PERLE


FRANCESCA ARTESI - ITALIA NAPOLI 1985 - STUDENTESSA CANZONE “TUTTO A BATTITO DI ME


AMADOU LAMINE BADJI - SENEGAL DAKAR - ASSISTANT EN MANEGEMENT DE PROJÉTS – “IDENTITÉ


SIXTO CABRERA GONZALEZ - MÉXICO RANCHO NUEVO, SOLEDAD ATZOMPA,VERACRUZ - AUTODIDACTA NAHUATL Y ESPAÑOL – “POEMA AMOROSO

FRANCESCO CLAUSI-SCHETTINI - ITALIA BOLOGNA, 1962 - INGEGNERE – “A PAOLA


MIRELYS CORREOSO CALZADILLA - CUBA CIUDAD HABANA, 1971 - LIC. EN DERECHO – “RÉQUIEM POR MI ALMA


ANABEL COUCHET BASSETTI - URUGUAY CARDAL, 1952 – PERIODISTA BANTÙ Y ESP. “LA NEGRA ZULÚ


GLORIA MARGARITA DÁVILA ESPINOZA - PERÙ HUÁNUCO 1961 – POETA – QUECHUA-RUNASIMI Y ESP VEN, SEÑOR VEN


RITA DE CASSIA PAIVA - BRASIL JUIZ DE FORA/ MG, RES. BELÉM 1965 – PROFESSORA - “DESDORES


GRACIANO WILKIE DELGADO CORREA - CUBA BARACOA,SANTIAGO 1939 – PROFESOR – “NÓSSIDE Y EL PAISANO EN EL TIEMPO


GIACOMO DE NUCCIO - ITALIA GALLARATE VA 1989 – STUDENTE – “LE MANI DI MIA MADRE


ALI COBBY ECKERMANN - AUSTRALIA BRIGHTON SOUTH AUSTRALIA, KOOLUNGA 1963 - EMPLOYMENT INDIGENOUS YOUTH LITERACY PROJECT MANAGER– YANKUNYTJATJARA E ENGL - YANKUNYTJATJARA” (LOVE POEMS)


NDIDIAMAKA DOROTHY ENENMOR - NIGERIA LAGOS 1971 - DDL MARKETING AND CONS. SERVICES - IGBO AND ENGL. “SONG OF LIFE


BEATRIZ HELENA ESCOBAR JORDAN - COLOMBIA CALI- RES. BRASIL, 1963-MIEMBRO AGROINDUSTRIA FAMILIAR - ESP. “SER


EDITH GALARZA - ARGENTINA LA PLATA-PATAGONIA,1966 – ABOGADA – “MILONGA PARA ENCONTRARSE


ROBERTO GENNARO - ITALIA GENOVA 1978 - INGEGNERE CIVILE – “IO DIVERRÒ


LUCA GIACOMINI - ITALIA LAIVES, BOLZANO 1984 – STUDENTE – “CADUTA È LA PAROLA


ISBEL GONZÁLEZ GONZÁLEZ - CUBA GUAYOS-SANCTI SPÍRITUS, 1976 - INGENIERO INDUSTRIAL “ESE MODO SUTIL DE PARECER HUMANO


MARIA ILUMINADA GONZALEZ PEREZ - CUBA MATANZAS,RES. CIUDAD LA HABANA 1952 – BIBLIOTECARIA “ISLA MIA QUE EMERGES DESDE TODOS LOS LIMITES


DAISY LUMA HADDISON - CAMERUN BUEA, 1989 - RESIDENT ASSISTANT OF MONROE COLLEGE IN ROCHESTER, NY USA “I BELIEVE IN HOPE


ANASTASIYA HALAUNIA - BIELORUSSIA MINSK– STUDENTESSA - RUSSO E ITAL “VORREI SENTIRMI LIBERA


MARIA NATALIA IIRITI - ITALIA BOVA MARINA RC, 1970 – INSEGNANTE GRECANICO E ITALIANO - “LA MAESTRA


TATIANA ILYUSHKINA - RUSSIA SERDOBSK, 1985 – STUDENTESSA- RUSSO E ENGL WHY HAS THE SUNSET CLOSED ITS EYES


YAMILKA NOA JUSTIZ - COSTA RICA GUANACASTE, 1980 - POETISA – “CUANDO UNA MUJER MUERE


RITA KRATSMAN - ARGENTINA BUENOS AIRES, 1940 – ESCRITORA – “ESPACIO DE LOS JUEGOS


DONATO LADIK - ITALIA AVIGLIANO PZ-RES. TORINO, 1949 - LAVORATORE AUTONOMO – “HO VEGLIATO


MARITZA SARA LUZA CASTILLO - PERÙ LIMA, 1961 – PERIODISTA - VIDEO LA PROFECÍA DE LOS PÁJAROS


LEDYS LUZARDO LORENZO - CUBA CIUDAD DE LA HABANA 1973 – LIC. EN BIOQUÍMICA – “LECCIÓN DE VIDA


GIUSEPPE MANCINELLI - ITALIA BENEVENTO, RES. NAPOLI 1947 – PENSIONATO – NAPOL. E ITAL. “A MARIO LUZI


DULCE MARQUES GUARDA - PORTUGAL LISBOA 1983 - ACCOUNT MANAGER - “FALA


LUIS ENRIQUE MARTÍNEZ CARVAJAL - CUBA SOLA,CAMAGÜEY 1977 – ABOGADO – “Mástiles En Torno al Río”


MARIA HELOÍSA MARTINS DIAS - BRASIL SÃO JOSÉ DO RIO PRETO,SP 1952 – PROF.A UNIVERSITÁRIA - “UMA ESCRITA PARA LYGIA


JANE MICALLEF - MALTA ZEBBUG 1945 - ART TEACHER – MALT.-ITAL-ENGL-FRANC A.D. 2000 PLUS


RADOMIR MITRIC - BOSNIA NAD HERZEGOVINA SIPOVO, 1981- SERBO-ENGL - ASSISTANT LECTURER UNIVERSITY “THE CONFESSION OF THE ABANDONED GRAMOPHONE


JEAN CLAUDE MPUTU REP. DEM. CONGO LIBENGE, RES. BELGIO, 1974 – ETUDIANT - LINGALA E FRANC - “A TOI


ELENA NEZHENTSEVA - UKRAINE KHARKOV, 1980 - PSICOLOGA, MUSICISTA, REPORTER - RUSSO E ITAL - “LA SEPARAZIONE


CHI YAN NG - CHINA HONG KONG, 1974 - FREELANCE EDITOR – ENGL - “AT THE END OF THE DAYS


ARTUR ALONSO NOVELHE - ESPAÑA MÉXICO, OURENSE-GALIZA, 1964 - PERITO MERCANTIL PORT. “ADÁGIO DE AMOR


THERESE PACE - MALTA BIRKIRKARA. 1953 - WRITER AND POETESS – MALT.- ENGL - “MATRIARCH


VALENTINA PAVIGLIANITI - ITALIA MESSINA, REGGIO CALABRIA, 1978 – AVVOCATO - “DONNA LUNA


JENIFER YELENNI PÉREZ TEJEDA - REP. DOMINICANA AZUA, SANTO DOMINGO, 1983 – PERIODISTA - “CIUDAD CARIBE


SALVATORE PINTORE - ITALIA OLIENA NU,SASSARI 1949 – POETA – SARDO-MAMOJADINO E ITAL. - “MAMUTHONES


SALVATORE RABUAZZO - ITALIA CATANIA, 1955 - MEDICO ANESTESISTA – “ASMÀ


CLEONE ANTONIA RIBEIRO - BRASIL SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SP, 1937 - PROFESSORA UNIVERSITÁRIA – “MEU BRASIL


CLAUDIONOR APARECIDO RITONDALE - BRASIL SAO PAULO, 1957 - PROFESSOR – “AUTOMERGULHO


PAOLA RHODEN - BRASIL PARANÁ, RES. BRASILIA 1946 – APOSENTADA - “A VIDA É


MAURO ROSSI - ITALIA BRESCIA, 1980 - ARREDATORE IKEA – “IL PUDORE DELLARTISTA


CLARILENE SALVADORI - BRASIL F. BELTRAO, RES. ITALIA, 1965 - PORT E ITAL - VIDEO TENERE DOCCHIO

SILVIA SCALI  - ITALIA PISA, BOLOGNA 1972 – GRAFICA – “DELLAPERTO


YI-JIN (DADA) SHAO - TAIWAN TAIPEI, 1977 – ARTIST – CINESE E ENGL. - TIME


SERGIO SIMAO RAIMUNDO - MOÇAMBIQUE MAPUTO, 1992 - ESTUDANTE – “A MORTE NA PORTA DO POEMA


LUISA (GIGIA) TALARICO - BOLIVIA SANTA CRUZ DE LA SIERRA 1953 – “RIO


EVA MARIA TINEO LOPEZ - ESPAÑA PALMA DE MALLORCA, 1979 - ESTUDIANTE – MALLORQUIN Y ESP. - “TU HIJO GRITA ...”


LUIS FERNANDO VALDEZ GETELLÁ - GUATEMALA CIUDAD GUATEMALA 1961 - CONSULTOR Y ESCRITOR ESP. - TED.- MAYA KICHE - MAYA KAQCHIKEL “COMO UNOS ACORDES VIEJOS


PATRICIO VELÁZQUEZ PÉREZ - CUBA HOLGUIN, 1965 - JEFE DE GRUPO, EMPRESA SEPSA – ESP. E ITAL. - “DOS MADEROS