COMPRE O MINAS REAL NA ONERPM (LINK ABAIXO)

15/05/2011

ESTRADA REAL II

Depois da impressão negativa que tive da cidade de Santos Dumont e de uma noite de sono na pousada Chalé de Minas, o dia de ontem começou meio indefinido, mas terminou de forma soberba. Depois do café da manhã, atravessei a BR-040 a pé para ir a CORREIA DE ALMEIDA com minha mulher, a fim de visitar uma prima que ela não via há quase trinta anos. Correia de Almeida é um distrito de Barbacena e me lembro de ter ido lá, na década de 80, com minha então namorada, para uma visita a essa prima. Hoje, ela trabalha com fornecimento de quentinhas para empresas da região e também serve refeições num pequeno restaurante ao lado da casa em que mora. Conversa de mais ou menos uma hora para depois atravessarmos de novo a Rio-Brasília, acertarmos as contas na pousada Chalé de Minas e picarmos a mula.
.
A próxima parada, pela rota que tracei, seria Cristiano Otoni, porém, mais uma vez, o inesperado aconteceu, mas dessa vez favoravelmente. Um pouco antes de chegarmos a Cristiano Otoni, vimos a propaganda de um hotel fazenda chamado Pedra do Sino. Resolvi parar para conferir como era o estabelecimento, se havia vagas, qual era o preço, etc. Paulo, o atendente, deu as boas-vindas de praxe e disse que não seria possível a hospedagem sem reserva e no meio da semana, já que os empregados do hotel trabalham por demanda contratada previamente. Conversa vai, conversa vem e o Paulo falou que, se quiséssemos ficar numa cidade histórica pequena, perto dali estava SANTANA DOS MONTES, inclusive com bons hotéis que aceitariam hospedagem no meio da semana, sem reserva. Da forma como ele colocou, pareceu ser realmente interessante e, então, decidimos ir até o pequeno lugarejo para conhecê-lo. Acertamos em cheio. Santana dos Montes fica a cerca de 20 Km da BR-040, tem mais ou menos de 3000 habitantes e uma preservação histórica que não é comum de se ver. Existe uma linda praça arborizada, com aproximadamente 300 metros de extensão, em que todas as casas no seu entorno são preservadas conforme arquitetura original de 200/300 anos atrás, com reboco de parede e pintura de fachada impecáveis. Uma pousada situada nessa praça, chamada Solar dos Montes, nos chamou a atenção. Ao entrarmos para conhecê-la, ficamos encantados e decidimos nos hospedar ali. Como Cristiano Otoni, Conselheiro Lafayete, Itaverava, Catas Altas da Noruega e Piranga, cidades do meu roteiro, são relativamente próximas de Santana dos Montes, resolvemos fazê-la de base por dois dias, para conhecer toda essa região.
.
Logo depois de jogarmos nossas bagagens no quarto, pegamos duas bicicletas do hotel e fomos conhecer os arredores da cidade. Depois de pedalar quase cinco quilômetros, em estrada de chão, chegamos à Cachoeira do Santinho, uma queda d'água maravilhosa, que curtimos um pouco, antes de retornar ao centro da cidade, naturalmente passando por outros lugares diferentes dos da ida. À noite, conheci o dono da pousada em que ficamos. É um sociólogo chamado José Maria Medina, argentino exilado pela ditadura de seu país, no início dos anos 80, mas que decidiu permanecer no Brasil, trabalhando, atualmente, como consultor para a Vale e outras grandes indústrias. Muito bom papo e um admiradador da música brasileira, o que facilitou a conversa. Falamos um pouco sobre cantores e compositores que atualmente estão próximos de mim e de tantos outros talentos que estão ou estiveram conosco nesta vida terrena que Deus nos vem permitindo. Depois de quase duas horas de prosa e alguns cafés, tiramos o time de campo, para ficar inteiro e com disposição, no dia seguinte.

Solar dos Montes - Santana dos Montes (MG)

Centro histórico de Santana dos Montes (MG)

Cachoeira do Santinho - Santana dos Montes (MG)

No caminho para a cachoeira do Santinho - Santana dos Montes (MG)

Carro de boi em Santana dos Montes (MG)

No dia seguinte (13 de maio), acordamos , tomamos um café da manhã caprichado (próxima refeição prevista, só à noite) e saímos para visitar as cidades próximas, que mencionei acima. Foram mais ou menos seis horas para conhecê-las e, no resumo da ópera, tivemos o seguinte:
.
CRISTIANO OTONI
.
Uma cidade bem pequena, à margem da BR-040, sem grandes atrativos turísticos. Um antigo leito de estrada de ferro, algumas cachoeiras, algumas pequenas igrejas, um cruzeiro e a estação ferroviária tombada pelo patrimônio histórico municipal são as suas atrações.

Centro de Cristiano Otoni (MG)
CONSELHEIRO LAFAYETE

Cidade de porte médio, mas também com poucos atrativos turísticos relacionados à Estrada Real e ao período colonial no Brasil. Igrejas, cachoeiras, uma enorme estátua do Cristo na entrada da cidade e outra no seu interior são seus principais atrativos. Existe, também, a chamada Lagoa da Água Preta, que faz um efeito ótico interessante quando se forma neblina na sua superfície. Acabei utilizando a cidade mais como passagem para chegar a Itaverava e Catas Altas da Noruega.

Vista de Conselheiro Lafayete (MG)

Cristo na entrada da cidade de Conselheiro Lafayete (MG)

Cristo em local turístico no centro de Conselheiro Lafayete (MG)
ITAVERAVA

Com cerca de 7000 habitantes, a maior parte das atrações turísticas concentram-se no centrão da cidade. Uma elas é o casarão do padre Taborda, um prédio com mais de trezentos anos, infelizmente sem estar bem preservado, devido a brigas entre o governo do município e os herdeiros do casarão. A Matriz de Santo Antônio, também com mais de trezentos anos, fica ao lado do casarão e um de seus atrativos são as pinturas feitas pelo mestre Atahyde no seu interior. Próximo ao casarão e à igreja, existe um solar todo reformado, que serviu ao primeiro governador de Minas Gerais e hoje é propriedade privada, pertencente à família Nogueira (na sua fachada, está escrito Solar dos Nogueira"). Pela trilha dos poetas, vale destacar que Marília de Dirceu viveu mais de vinte anos de sua vida em Itaverava, numa fazenda afastada cerca de 5 km do centro da cidade e que hoje não existe mais.


Casarão do padre Taborda - Itaverava (MG)

Solar dos Nogueira - Itaverava (MG)

CATAS ALTAS DA NORUEGA

No centro da cidade, são poucos os atrativos, numa cidade com cerca de 4000 habitantes. Duas igrejas (uma sendo restaurada) e um museu referendando pessoas ilustres da cidade de outras épocas. Fora isto, cachoeiras e picos que não cheguei a conhecer.

Igreja de Catas Altas da Noruega (MG)

Museu de Catas Altas da Noruega (MG)
Também estava no meus planos conhecer PIRANGA, que fica 40 Km além de Catas Altas da Noruega. Porém pelo adiantado da hora e levando em conta que o guia, pelo qual estava me baseando, não dava destaques especiais para as atrações dessa cidade, decidi por fazer o caminho de volta para Santana dos Montes, passando pelas mesmas cidades, mas sem parar.

.É isso, meus amigos. A próxima parada pretendida é Ouro Preto, cortando caminho por Conselheiro Lafayete e passando por Ouro Branco.
.
Abraços!

.
NOVAS MANHÃS

A graça de um novo dia
está na bem-vinda surpresa
de uma suposta beleza
em algo que ainda não vimos.

É por isso que insisto
em querer novas manhãs
rodando por esses caminhos,
sem saber o que virá.

É por isso que exijo
novas curvas na estrada.
Talvez não levem a nada,
o futuro é que dirá.

A graça de um novo dia
está nos erros da gente.
Eu erro os mesmos caminhos,
de maneira diferente.

Felipe Cerquize

Nenhum comentário: