CD INTEGRIDADE - CLAUDIO NUCCI & FELIPE CERQUIZE

COMPRE O MINAS REAL NA ONERPM (LINK ABAIXO)

09/05/2009

ESTRADA REAL XIII

PAISAGEM DA JANELA NO HOTEL BÜHLER - MARINGÁ (MG)
MARINGÁ (MG)
.
Saindo de São Lourenço, quem desce a Serra da Mantiqueira e pega a Via Dutra, no sentido Rio de Janeiro, passa por Itatiaia e, mais adiante, encontra a entrada para Penedo, uma linda cidade turística do Estado do Rio, por onde também se tem acesso a Visconde de Mauá e a Maringá, dois distritos que fazem parte do município de Resende (RJ). Ficam em um vale e, para se chegar a esses lugarejos, também é necessário atravessar a Serra da Mantiqueira, desta vez pela RJ-163, estrada muito boa até o sopé da montanha, a partir de onde, por quinze quilômetros, subindo e descendo, encara-se um caminho de chão que merece muito cuidado, principalmente em dias de chuva. Depois da travessia, o visitante desemboca em Visconde de Mauá e pode adentrar por esse distrito, se for para o lado direito. Se optar por ir para a esquerda, rodando mais cinco quilômetros, chegará a Maringá, que na verdade é um lugarejo geograficamente “esquizofrênico”, pois tem uma parte situada no Rio de Janeiro e outra em Minas Gerais. Para ir de um estado ao outro, basta atravessar uma pequena ponte para pedestres, de cerca de dez metros de comprimento.
.
Optei por ficar em Maringá de Minas por três motivos: primeiro, porque lá tem muito mais atividades turísticas e agitação noturna do que em Visconde de Mauá, normalmente entregue aos grilos e a alguns bichos-grilos adeptos incondicionais da contracultura radical. Segundo, porque os cinco quilômetros de estrada entre Maringá e Visconde de Mauá estavam muito esburacados e, como cheguei no sábado para partir no domingo, seria uma perda de tempo desnecessária ficar em Visconde para ir a Maringá e voltar, pois lá é onde as poucas coisas da pacata região efetivamente acontecem.Terceiro, porque, apesar de serem lugarejos contíguos, existe uma enorme diferença entre Maringá do Rio de Janeiro e Maringá de Minas Gerais, já que no lado do Rio existem menos infraestrutura e mais desordem comercial, enquanto que no de Minas a natureza se faz presente com mais intensidade, sendo menos habitada e, talvez por isto, transmitindo a sensação de maior organização.
.
Depois de todas as ponderações, hospedei-me no Hotel Bühler, um maravilhoso recanto que estava com preço de ocasião, por causa do turismo desaquecido daqueles dias de alta influência da Zona de Convergência do Atlântico Sul. Entre o meio da tarde de sábado e o início da tarde de domingo, conheci as diversas opções de lazer no hotel em que fiquei, fiz um pouco de caminhada por trilhas existentes nas cercanias e passei por todo o comércio local, tanto do lado de Minas quanto no do Rio de Janeiro. À noite, juntei comida, diversão e arte, ao assistir um show de Victor Biglione na Pousada Terra da Luz, que fica em Maringá de Minas.
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2142474&imageID=32809499 Cavalo estacionado em lugar permitido
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=user.editAlbumPhoto&albumID=2142474&imageID=32809542 Estrada principal de Maringá (MG)
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2142474&imageID=32810586 Ponte que liga Maringá (RJ) a Maringá (MG)
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2142474&imageID=32810642 Rio Preto, que separa as duas Maringá
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2142474&imageID=32810668 Vista do centro de Maringá (RJ)
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2142474&imageID=32810482 Paisagem da janela (Hotel Bühler)
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2142474&imageID=32810523 Paisagem da varanda (Hotel Bühler)
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2142474&imageID=35045997 Ipomoea purpúrea (Campainha; Corriola; Corda-de-viola; Bom-dia; Glória-da-manhã; Jitirana.)
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2143201&imageID=32829769 Centro de Visconde de Mauá (RJ)
.
http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=viewImage&friendID=139730924&albumID=2143201&imageID=32829822 Centro de Visconde de Mauá (RJ)
.
Na verdade, todo esse vale, independente de ter melhor ou pior acesso ou infraestrutura, é um local paradisíaco, em que o contato com a natureza supera quaisquer expectativas.Tinha na minha programação uma visita ao sítio de um ex-colega de trabalho, mas ficou impraticável por causa dos tais buracos na estrada (ele mora dez quilômetros adentro, para o lado de Visconde de Mauá). Então, às 14:00 h de domingo, deixei o paraíso, preparando-me para a dura realidade de uma rotina técnico-administrativa, que teria de enfrentar no dia seguinte, na empresa em que trabalho. Atravessei os quinze quilômetros de estrada de chão, que passam pela montanha e, antes de entrar na Via Dutra, passei por Penedo, na última ação resiliente para não perder tudo que me foi prazeroso naqueles dezoito dias de viagem. Cheguei a minha casa às 21:00 h daquele domingo, 1° de fevereiro de 2009, com tempo tão somente para distribuir alguns presentes, tomar uma banho e dormir.
.

VALE DOS SONHOS
.
O sonho realmente acabou
ou quem acabou fui eu?
.
Se a estrada não fosse real,
o sonho não existiria..
Se o mundo somente girasse,
juro que eu piraria.
.
E se um dia eu pirasse,
ou se o mundo acabasse,
iria viver num vale,
que está aqui na Terra,
mas que é imune a tudo,
inclusive ao fim do mundo,
pois fica além do horizonte,
justo detrás do monte,
sem que ninguém possa vê-lo,
sem poder sofrer juízo
por ser parte do Paraíso.
.
Felipe Cerquize

Nenhum comentário: